Programa de Controle de Alergênicos

1. OBJETIVO:

Regulamentar o Programa de Controle de Alergênicos da QualiCoco (PCALQ)
permitindo a identificação e o controle dos principais alimentos que causam alergias e
a prevenção da contaminação cruzada por substâncias alergênicas no produto final.

2. BASE LEGAL

  • RDC nº 26, de 02 de julho de 2015, que dispõe sobre os requisitos para rotulagem
    obrigatória dos principais alimentos que causam alergias alimentares.
  • RDC nº 259, de 20 de setembro de 2002, que aprova o regulamento técnico sobre
    rotulagem de alimentos embalados.
  • Portaria SVS/MSnº 326, de 30 de julho de 1997, que aprova o regulamento técnico
    sobre condições higiênico-sanitárias e de Boas Práticas de Fabricação para
    estabelecimento produtores/industrializadores de alimentos.
  • RDC nº 275, de 21 de outubro de 2002, que dispõe sobre o regulamento técnico de
    Procedimentos Operacionais Padronizados aplicados aos estabelecimentos produtores/
    industrializadores de alimentos e a lista de verificação das Boas Práticas de Fabricação
    em estabelecimentos produtores/industrializadores de alimentos.

EQUIPE MULTIDISCIPLINAR

Nome:Setor
Alexsandro O. dos SantosProdução
Aline Brito dos Santos QualidadeQualidade
Erenilda Tresoldi dos SantosRH
Humberto Christo Jr.Qualidade
Lorran TerraComercial
Marcelo Miranda de LimaDiretoria – RD
Marlon Carvalho FerreiraLogística
Raquel RosaQualidade – Coordenadora PCALQ
Regina Cardoso da SilveiraFiscal
Manutenção
Suelenn BragaFinanceiro
Thiago MenezesFábrica / Produção

4. Termos e Embasamento

A QualiCoco dispõe do Programa de Controle de Alergênicos, para avaliação de sua cadeia produtiva na vigilância constante por matérias primas, insumos, ingredientes, etc que possam causar reações adversas em indivíduos sensíveis. Conforme o Guia sobre Programa de Controle de Alergênicos GUIA nº 5, versão 2, de 16 de outubro de 2018 da ANVISA, seguem as definições e termos utilizados neste programa de controle de alergênicos:
1) Ação corretiva: eliminar a causa de uma não conformidade identificada ou outra situação indesejável, evitando sua repetição.
2) Alérgeno alimentar: também denominado de substância alergênica; é qualquer proteína, incluindo proteínas modificadas e frações proteicas, derivada dos principais alimentos que causam alergias alimentares.
3) Alergias alimentares: reações adversas reprodutíveis mediadas por mecanismos imunológicos específicos que ocorrem em indivíduos sensíveis após o consumo de determinado alimento.
4) Boas Práticas de Fabricação (BPF): procedimentos que devem ser adotados pelos
estabelecimentos industriais e comerciais a fim de garantir a qualidade higiênico-sanitária e a conformidade dos produtos alimentícios com os regulamentos técnicos.
5) Contaminação cruzada: presença de qualquer alérgeno alimentar não adicionado intencionalmente ao alimento como consequência do cultivo, produção, manipulação, processamento, preparação, tratamento, armazenamento, embalagem, transporte ou conservação de alimentos, ou como resultado da contaminação ambiental.
6) Limpeza: operação de remoção de terra, resíduos de alimentos, sujidades e ou outras substâncias indesejáveis.
7) Desinfecção: operação de redução, por método físico e ou agente químico, do número de microrganismos a um nível que não comprometa a segurança do alimento.
8) Higienização: operação que se divide em duas etapas, limpeza e desinfecção.
9) Etapa crítica: etapa na qual o controle pode ser aplicado e é essencial para prevenir, reduzir a um nível aceitável ou eliminar alérgenos.
10) Medida de Controle: procedimento adotado com o objetivo de prevenir, reduzir a um nível aceitável ou eliminar alérgenos.
11) Procedimento Operacional Padronizado (POP): procedimento escrito de forma objetiva que estabelece instruções sequenciais para a realização de operações rotineiras e específicas.
12) Programa de Controle de Alergênicos (PCAL): programa para a identificação e o controle dos principais alimentos que causam alergias alimentares e para a prevenção da contaminação cruzada com alérgenos alimentares em qualquer estágio do seu processo de fabricação, desde a produção primária até a embalagem e comércio.
13) Registro: anotação em planilha e ou documento que comprova realização e ou resultado de controles, testes e análises, devendo ser datado e assinado por funcionário responsável pelo seu preenchimento.
14) Sistema de Análise de Perigos em Pontos Críticos de Controle (APPCC): metodologia
sistemática de identificação, avaliação e controle de perigos de contaminação dos alimentos.

Os alergênicos alimentares são, na sua maioria, proteínas ou glicoproteínas capazes de provocar reações alérgicas decorrentes da ingestão, inalação ou contato com determinado alimento. Estas reações são desencadeadas logo após a ingestão do alimento, envolvendo o sistema imunológico e provocando uma série de sintomas como coceira pelo corpo, olhos inchados, coriza, vermelhidão da pele, dores crônicas de ouvido, rinite alérgica, espirros, tosse, náuseas, cólicas, inchaço, vômitos, diarreia e em casos mais graves, pode ser fatal.

Alergênicos alimentares são um problema de saúde em todo o mundo e estão associados a um impacto negativo significativo na qualidade de vida. Os alimentos alergênicos, segundo a RDC 26, causadores de alergias alimentares são:

Alimentos Alergênicos
1. Trigo, centeio, cevada, aveia e suas estirpes hibridizadas;
2. Crustáceos;
3. Ovo;
4. Peixes;
5. Amendoim;
6. Soja;
7. Leites de todas as espécies de animais mamíferos;
8. Amêndoa (Prunus dulcis, sin.: Prunus amygdalus, Amygdalus communis L.);
9. Avelãs (Corylus spp.);
10. Castanha-de-caju (Anacardium occidentale);
11. Castanha-do-brasil ou castanha-do-pará (Bertholletia excelsa);
12. Macadâmias (Macadamia spp.);
13. Nozes (Juglans spp.);
14. Pecãs (Carya spp.);
15. Pistaches (Pistacia spp.);
16. Pinoli (Pinus spp.);
17. Castanhas (Castanea spp.);
18. Látex natural.

Para efetuar um controle da matéria-prima e insumos, nossos fornecedores preenchem
um formulário de auto avaliação (SGQ 069 – Auto Avaliação de Fornecedores – MP e
Embalagens aba SGQ 069.3 – Questionário de Auto Avaliação de Fornecedores –
Pesquisa de Alergênicos) que é enviado ANUALMENTE para verificação de formulação e
processo. Além disso, assinam o SGQ 070.4 – Termo de Compromisso Alergênico
comprometendo-se com as informações prestadas

IDENTIFICAÇÃO DAS POTENCIAIS FONTES DE ALERGÊNICOS

Realizada pela Equipe PCALQ a avaliação criteriosa e fundamentada da identificação
das potenciais fontes de alergênicos que podem resultar na contaminação do produto
ao longo de toda a cadeia produtiva realizada em 3 etapas:

a. Análise das matérias primas e ingredientes utilizados pela QualiCoco:

A QualiCoco, no momento desta revisão, utiliza as seguintes MP e insumos:

Matéria Prima / InsumoET
Analisada
Qualificação
Fornecedor
Questionário
Fornecedor
Análise
Rótulo
Análise de
Potencial
Resultado
Açúcar Branco RefinadoOKOKOKOKOKNão Alergênico
Coco Ralado ExtrafinoOKOKOKOKOKNão Alergênico
Coco Ralado FlocadoOKOKOKOKOKNão Alergênico
MaltodextrinaOKOKOKOKOKNão Alergênico
Chips de Coco – AbacaxiOKOKOKOKOKNão Alergênico
Chips de Coco – ChocolateOKOKOKOKOKNão Alergênico
Chip de Coco – GengibreOKOKOKOKOKNão Alergênico
Chips de Coco – OriginalOKOKOKOKOKNão Alergênico
Chips de Coco – QueimadoOKOKOKOKOKNão Alergênico
Chips de Coco – SkinOKOKOKOKOKNão Alergênico
Chips de Coco – AdoçadoOKOKOKOKOKNão Alergênico
Óleo de PalmisteOKOKOKOKOKNão Alergênico
Coco Ralado FinoOKOKOKOKOKNão Alergênico
Óleo de Coco ExtravirgemOKOKOKOKOKNão Alergênico
Coco Ralado QueimadoOKOKOKOKOKNão Alergênico
Óleo de Coco Sem Sabor (RBD)OKOKOKOKOKNão Alergênico
Óleo de GergelimOKOKOKOKOKNão Alergênico
Óleo de AbacateOKOKOKOKOKNão Alergênico
Cacau Alcalino em PóOKOKOKOKOKNão Alergênico
Vinagre de ÁlcoolOKOKOKOKOKNão Alergênico
Sal RefinadoOKOKOKOKOKNão Alergênico
Açúcar de CocoOKOKOKOKOKNão Alergênico
Açúcar de Coco OrgânicoOKOKOKOKOKNão Alergênico
Óleo de Coco Sem Sabor Orgânico (RBD)OKOKOKOKOKNão Alergênico
Óleo de Coco Extravirgem OrgânicoOKOKOKOKOKNão Alergênico
Azeite de DendêOKOKOKOKOKNão Alergênico
Leite de Coco em PóOKOKOKOKOKNão Alergênico
Emulsificante Mono 90 (Lamemul K-2000 K)OKOKOKOKOKNão Alergênico
Corante – Mix Orange 06 LOS 5 LOKOKOKOKOKNão Alergênico

b. Análise dos produtos fabricados/distribuidos na QualiCoco RS:

A QualiCoco, no momento desta revisão, fabrica/distribui os seguintes Produtos:
Legendas: N/N: Não Necessário F/D: F – Fabricado pela QualiCoco D – Distribuído pela QualiCoco

Produto Acabado / TerceiroF/DCarta/Declaração
Fornecedor
Adit.
Intenc?
Análise
Rótulo
Resultado
COCO RALADO EXTRA-FINO 10kg – QualiCoco ²FN/NNãoOKNão Alergênico
COCO RALADO FINO 1,010kg – QualiCoco ²FN/NNãoOKNão Alergênico
COCO RALADO FINO 5kg – QualiCoco ²FN/NNãoOKNão Alergênico
COCO RALADO FINO 10kg – QualiCoco ²FN/NNãoOKNão Alergênico
COCO RALADO FINO 20kg – QualiCoco ²FN/NNãoOKNão Alergênico
COCO RALADO FINO 25kg – QualiCoco ²FN/NNãoOKNão Alergênico
COCO RALADO MEDIO 1,010kg – QualiCoco ²FN/NNãoOKNão Alergênico
COCO RALADO MEDIO 5kg – QualiCoco ²FN/NNãoOKNão Alergênico
COCO RALADO MEDIO 10kg – QualiCoco ²FN/NNãoOKNão Alergênico
COCO QUEIMADO GOLDEN 1,010kg – QualiCoco ²FN/NNãoOKNão Alergênico
COCO QUEIMADO GOLDEN 10kg – QualiCoco ²FN/NNãoOKNão Alergênico
COCO QUEIMADO GOLDEN 22,6kg – QualiCoco ²FN/NNãoOKNão Alergênico
COCO RALADO FLOCADO 1,010kg – QualiCoco ²FN/NNãoOKNão Alergênico
COCO RALADO FLOCADO 5kg – QualiCoco ²FN/NNãoOKNão Alergênico
COCO RALADO FLOCADO 20 kg – QualiCoco ²FN/NNãoOKNão Alergênico
COCO RALADO FLOCADO 22,68kg – QualiCoco ²FN/NNãoOKNão Alergênico
COCO RALADO FINO 1,010kg – CocoNut ²FN/NNãoOKNão Alergênico
COCO RALADO FINO 5kg – Coconut ²FN/NNãoOKNão Alergênico
COCO RALADO FINO 10kg – Coconut ²FN/NNãoOKNão Alergênico
COCO RALADO MEDIO 1,010kg – CocoNut ²FN/NNãoOKNão Alergênico
O MEDIO 5kg – Coconut ²FN/NNãoOKNão Alergênico
COCO RALADO MEDIO 10kg – Coconut ²FN/NNãoOKNão Alergênico
CHIPS ORIGINAL 40gFN/NNãoOKNão Alergênico
CHIPS SKIN 40gFN/NNãoOKNão Alergênico
CHIPS QUEIMADO 40gFN/NNãoOKNão Alergênico
CHIPS ADOÇADO 40gFN/NNãoOKNão Alergênico
CHIPS GENGIBRE 40gFN/NNãoOKNão Alergênico
CHIPS ABACAXI 40gFN/NNãoOKNão Alergênico
CHIPS CHOCOLATE 40gFN/NNãoOKNão Alergênico
CHIPS ORIGINAL 5kgFN/NNãoOKNão Alergênico
CHIPS SKIN 5kgFN/NNãoOKNão Alergênico
CHIPS QUEIMADO 5kgFN/NNãoOKNão Alergênico
CHIPS ADOÇADO 5kgFN/NNãoOKNão Alergênico
CHIPS GENGIBRE 5kgFN/NNãoOKNão Alergênico
CHIPS ABACAXI 5kgFN/NNãoOKNão Alergênico
CHIPS CHOCOLATE 5kgFN/NNãoOKNão Alergênico
QUEIMADO GOLDEN 100g – QualiCocoFN/NNãoOKNão Alergênico
ADOÇADO 100g – QualiCocoFN/NNãoOKNão Alergênico
RALADO 100g – QualiCocoFN/NNãoOKNão Alergênico
FLOCADO 100 g – QualiCocoFN/NNãoOKNão Alergênico
VALORE 24x100gFN/NNãoOKNão Alergênico
CBS 24x100gFN/NNãoOKNão Alergênico
COCONUT ADOCADO 100gFN/NNãoOKNão Alergênico
ÓLEO DE COCO EXTRAVIRGEM 200 mL – ULTRAFARMAFN/NNãoOKNão Alergênico
ÓLEO DE COCO SEM SABOR 200 mL – ULTRAFARMAFN/NNãoOKNão Alergênico
ÓLEO DE COCO EXTRAVIRGEM 200 mL – UNIAGROFN/NNãoOKNão Alergênico
ÓLEO DE COCO EXTRAVIRGEM 200 mLFN/NNãoOKNão Alergênico
ÓLEO DE COCO EXTRAVIRGEM 500 mLFN/NNãoOKNão Alergênico
ÓLEO DE COCO EXTRAVIRGEM 1 LFN/NNãoOKNão Alergênico
ÓLEO DE COCO EXTRAVIRGEM 3 LFN/NNãoOKNão Alergênico
ÓLEO DE COCO EXTRAVIRGEM 10 LFN/NNãoOKNão Alergênico
ÓLEO DE COCO EXTRAVIRGEM 210 LFN/NNãoOKNão Alergênico
ÓLEO DE COCO EXTRAVIRGEM POUCH 200 mLFN/NNãoOKNão Alergênico
ÓLEO DE COCO VIRGEM 200 mLFN/NNãoOKNão Alergênico
ÓLEO DE COCO VIRGEM 500 mLFN/NNãoOKNão Alergênico
ÓLEO DE COCO VIRGEM 1LFN/NNãoOKNão Alergênico
ÓLEO DE COCO VIRGEM 3LFN/NNãoOKNão Alergênico
ÓLEO DE COCO VIRGEM 10LFN/NNãoOKNão Alergênico
ÓLEO DE COCO VIRGEM 210LFN/NNãoOKNão Alergênico
ÓLEO DE COCO SEM SABOR 200 mLFN/NNãoOKNão Alergênico
ÓLEO DE COCO SEM SABOR 500 mLFN/NNãoOKNão Alergênico
ÓLEO DE COCO SEM SABOR 900 mLFN/NNãoOKNão Alergênico
ÓLEO DE COCO SEM SABOR 1LFN/NNãoOKNão Alergênico
ÓLEO DE COCO SEM SABOR 3LFN/NNãoOKNão Alergênico
ÓLEO DE COCO SEM SABOR 210LFN/NNãoOKNão Alergênico
GORDURA DE COCO 400 gFN/NNãoOKNão Alergênico
GORDURA DE COCO 1 kgFN/NNãoOKNão Alergênico
GORDURA DE COCO 3 kgFN/NNãoOKNão Alergênico
GORDURA DE COCO 10 kgFN/NNãoOKNão Alergênico
OLEO DE COCO EXTRAVIRGEM ORGANICO 200 mLFN/NNãoOKNão Alergênico
OLEO DE COCO EXTRAVIRGEM ORGANICO 500 mLFN/NNãoOKNão Alergênico
OLEO DE COCO SEM SABOR ORGANICO 200 mLFN/NNãoOKNão Alergênico
OLEO DE COCO SEM SABOR ORGANICO 500 mLFN/NNãoOKNão Alergênico
SHOYU DE COCO ORGANICO 250 mLFN/NNãoOKNão Alergênico
NECTAR DE COCO ORGANICO 250 mLFN/NNãoOKNão Alergênico
AÇUCAR DE COCO ORGANICO 280 gFN/NNãoOKNão Alergênico
AZ. DE ABACATE EXTRAVIRGEM 250 mLFN/NNãoOKNão Alergênico
AZ. DE DENDÊ 200 mLFN/NNãoOKNão Alergênico
ÓLEO DE GERGELIM 250 mLFN/NNãoOKNão Alergênico
BRAIN OCTANE OIL 250 mLFN/NNãoOKNão Alergênico
SHOYU DE COCO 250 mLFN/NNãoOKNão Alergênico
MANTEIGA COM SAL 200 gFN/NNãoOKNão Alergênico
MANTEIGA SEM SAL 200 gFN/NNãoOKNão Alergênico
MANTEIGA SABOR COCO S/SAL 200 gFN/NNãoOKNão Alergênico
AÇÚCAR DE COCO 12×280 gFN/NNãoOKNão Alergênico
AÇÚCAR DE COCO 12×100 gFN/NNãoOKNão Alergênico
AÇÚCAR DE COCO 5 kgFN/NNãoOKNão Alergênico
AÇÚCAR DE COCO 4 x 5 kg – 20 kgFN/NNãoOKNão Alergênico
NÉCTAR DE COCO 6×250 mLFN/NNãoOKNão Alergênico
CHOCOLATE EM PÓ 32% 200 gFN/NNãoOKNão Alergênico
CHOCOLATE EM PÓ 32% 1,010 kgFN/NNãoOKNão Alergênico
CHOCOLATE EM PÓ 32% 5 kgFN/NNãoOKNão Alergênico
CHOCOLATE EM PÓ 50% 200 gFN/NNãoOKNão Alergênico
CHOCOLATE EM PÓ 50% 1,010 kgFN/NNãoOKNão Alergênico
CHOCOLATE EM PÓ 50% 5 kgFN/NNãoOKNão Alergênico
CACAU EM PÓ ALCALINO 100% 200gFN/NNãoOKNão Alergênico
CACAU EM PÓ ALCALINO 100% 5kg –FN/NNãoOKNão Alergênico
CACAU EM PÓ ALCALINO 100% 25kg –FN/NNãoOKNão Alergênico
FARINHA DE COCO 200gFN/NNãoOKNão Alergênico
FARINHA DE COCO 5kgFN/NNãoOKNão Alergênico
FARINHA DE COCO 25kgFN/NNãoOKNão Alergênico
LEITE DE COCO EM PÓ 100gFN/NNãoOKNão Alergênico
LEITE DE COCO EM PÓ 5kgFN/NNãoOKNão Alergênico
LEITE DE COCO EM PÓ 20kgFN/NNãoOKNão Alergênico
LEITE DE COCO EM PÓ 25kgFN/NNãoOKNão Alergênico
MALTODEXTRINA 25 kgFN/NNãoOKNão Alergênico
LEITE DE COCO GARRAFA (ADELCOCO)DSIMNãoOKNão Alergênico
ÁGUA DE COCO GARRAFA (ADELCOCO)DSIMNãoOKNão Alergênico
ÁGUA DE COCO TETRA 1 L (ADELCOCO) ¹DSIMNãoOKNão Alergênico

DEFINIÇÃO E GERENCIAMENTO DOS PRODUTOS ACABADOS QUE SABIDAMENTE
APRESENTAM SUBSTÂNCIAS ALERGÊNICAS E /OU DERIVADOS

Nenhum produto fabricado/distribuído na unidade QualiCoco RS necessita ser
gerenciado por não apresentarem substâncias alergênicas e/ou derivados

POTENCIAIS FONTES DE ALERGÊNICOS E AVALIAÇÂO DE RISCO:

Nenhum produto fabricado/distribuído na unidade QualiCoco RS necessita ser
gerenciado por não apresentarem substâncias alergênicas e/ou derivados.

Medidas de controle QualiCoco para evitar que o alergênico esteja presente no produto final

Nenhum produto fabricado/distribuído na unidade QualiCoco RS necessita ser
gerenciado por não apresentarem substâncias alergênicas e/ou derivados. Com isso,
NENHUMA medida de Controle se faz necessária

PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS PADRONIZADOS E MATERIAIS ORIENTATIVOS PARA RESPONSABILIZAÇÃO E CAPACITAÇÃO DOS COLABORADORES

Não há necessidade de POP e/ou Material Orientativo pois não foram levantadas substâncias alergênicas nem processos potenciais na QualiCoco RS.

ROTINAS DE REAVALIAÇÃO DO PCAL

O PCALQ será reavaliado/revisado ANUALMENTE ou sempre que houver:

  • a inclusão de novos produtos no portfólio da QualiCoco;
  • mudanças na formulação de produtos, matérias-primas e ou insumos/ingredientes;
  • alterações no processo produtivo da QualiCoco RS;
  • indicação por parte da equipe ou pessoa responsável pelo monitoramento do PCALQ;
  • intimação da autoridade sanitária; e
  • reclamações de consumidores sobre reações adversas relacionadas ao consumo de produtos da QualiCoco.

ROTINAS DE VALIDAÇÃO DO PCAL

Não há necessidade de VALIDAÇÃO pois não foram levantadas substâncias alergênicas nem processos potenciais.

DEFINIÇÃO E GERENCIAMENTO DOS PRODUTOS ACABADOS QUE POTENCIALMENTE APRESENTAM SUBSTÂNCIAS ALERGÊNICAS OU DERIVADOS

Nenhum produtos fabricado/distribuído na unidade QualiCoco RS necessita ser gerenciado por não apresentarem substâncias alergênicas e/ou derivados. Com isso, NENHUM gerenciamento se faz necessário.

Referências Bibliográficas

Pereira, A. C. S.; Moura, S. M.; Constant, P. B. L. Alergia alimentar: sistema imunológico e
principais alimentos envolvidos.

Cazumbá, D. A Associação Baiana de Pais e Amigos de Crianças com Alergia Alimentar é uma Associação Civil de Direito Privado, Sem Fins Lucrativos com o objetivo de ajudar as famílias que vivenciam a Alergia Alimentar. Disponível em: http://abapaa.blogspot.com.br/2011/05/alimentos-alergenicos-e-rotulagem.html. Acesso em: 11.03.15

Brasil, Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA. RDC N° 26 de 02 de julho de 2015. Dispõe sobre os requisitos para rotulagem obrigatória dos principais alimentos que causam alergia alimentar. Brasília. 2015

Jornal Oficial da União Europeia, Regulamento (UE) N°. 1169/2011 do Parlamento Europeu e do Conselho de 25 de Outubro de 2011, relativo à prestação de informação aos consumidores sobre os géneros alimentícios, que altera os Regulamentos (CE) n. o 1924/2006 e (CE) n. o 1925/2006 do Parlamento Europeu e do Conselho e revoga as Directivas 87/250/CEE da Comissão, 90/496/CEE do Conselho, 1999/10/CE da Comissão, 2000/13/CE do Parlamento Europeu e do Conselho, 2002/67/CE e 2008/5/CE da Comissão e o Regulamento (CE) n. o 608/2004 da Comissão.

Brasil, Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA. Guia sobre Programa de
Controle de Alergênicos GUIA nº 5, versão 2, de 16 de outubro de 2018.

Controle de Revisões

Data
Revisão
RevisãoAssunto
Revisado
11/03/201500Criação do documento
07/07/201501Alterações de acordo com a RDC n° 26 02/07/2015 ANVISA
09/03/202002ALTERADO layout
TROCADO o termo Política por Programa
REVISADO segundo a última edição do GUIA nº 5, versão 2, de 16 de outubro de
2018 da ANVISA
04/05/202003ACRESCENTADO o produto acabado Água de Coco Integral Tetra 1 L. Analisada
sem alergênicos. INS 224 (metabissulfito de Potássio) presente na formulação da
água como antioxidante SOMENTE é considerado alergênico no mercado
americano. Em caso de exportação, reavaliar o PCALQ.
RETIRADO Membro ESAQQ representante da Manutenção